the minimalists

 

min
Quando comecei a interessar-me pelo minimalismo, e no meio das minhas constantes buscas de informação, conheci o projeto do Joshua e do Ryan, o blog The Minimalists.

Antes de lançarem este projeto tinham os dois uma vida normal, aspirações normais, um bom emprego e um salário superior à média. Mas, um dia, perceberam que tinham perdido a sua essência. Trabalhavam mais de 60 horas por semana, ganhavam muito dinheiro e gastavam ainda mais do que ganhavam. Até ao momento em que um foi despedido e começou a questionar a importância que as coisas tinham na sua vida. Começaram os dois uma jornada com vista a um estilo de vida mais simples, onde ter menos coisas, significava na verdade ter muito mais: mais tempo, mais liberdade, mais saúde, mais…

Durante esta busca por tornarem a ganhar o controlo das suas vidas, criaram o The Minimalists, uma espécie de diário online onde iam documentando todo o processo. Entretanto, o projeto cresceu – mesmo muito – e já lançaram uns quantos livros, um documentário e têm tours constantes, onde tentam inspirar outras pessoas a adotar este estilo de vida.

Algures no meio da jornada, conseguiram tornar o blog numa marca de sucesso e agora são seguidos por milhares de pessoas em todo o mundo, que procuram uma vida com menos coisas mas com mais significado.

Às vezes os conteúdos podem tornar-se um tanto ou quanto de auto-ajuda, o que não me agrada particularmente, mas se gostarem deste tipo de abordagem vão adorar descobrir este projeto.

Para mim, no entanto, um dos grandes pontos negativos é não abordarem – de todo – as questões ambientais que estão por trás desta filosofia. Também falei nisso na minha crítica ao documentário. Por vezes parece que a única ambição do projeto é que as pessoas tenham menos coisas pela simples razão de terem menos coisas, e não por uma real preocupação com o que o nosso estilo de vida consumista está a fazer ao planeta.

O projeto é bom e merece ser consultado, mas sem nunca esquecermos as reais razões porque estamos a fazer isto.

Porque minimalismo sem consciência ecológica, não é minimalismo. É moda.

 

logo - âncora verde

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s