faz o teu próprio detergente

 

detergente

Durante o mês de outubro, todos os dias dei uma nova dica no instagram sobre como podemos viver sem produzir tanto lixo. No dia 25, sugeri que fizéssemos o nosso próprio detergente. Mesmo para quem (ainda) não quer saber dos impactos que os detergentes têm a nível ambiental (de produção, utilização e escoamento destes produtos), ninguém fica indiferente aos problemas que podem trazer à nossa saúde. A verdade é uma: cada vez que utilizamos um detergente estamos a inspirar toda uma panóplia de químicos dos quais não sabemos as reais implicações para a nossa saúde.

Como tive muitas solicitações em relação a este tema, deixo aqui uma série de “receitas” que podem utilizar para fugir aos típicos detergentes cheios de químicos tóxicos. A fórmula é quase sempre a mesma e depois de alguma prática garanto que vão começar a fazer as vossas próprias adaptações.

“Detergente” Multiusos

Este é universal e funciona praticamente para tudo, mas é especialmente aconselhado para limpar mármores e superfícies do género, pois não leva limão nem vinagre, que são desaconselhados nestes casos.

Precisamos:

– 1 litro de água (de preferência morna)
– 3 colheres de sopa de bicarbonato de sódio

Modo de utilização: Juntar o bicarbonato na água e mexer até estar tudo bem dissolvido. Usar num pano, esponja, esfregona, etc. e apreciar os resultados. Note bem: é preciso efetivamente limpar as superfícies, não basta apenas aplicar o preparado e esperar magia.


“Detergente” Multiusos de Vinagre

Também dá para o que quisermos, mas é mais forte, portanto cuidado com superfícies mais sensíveis. É especialmente aconselhado para limpar a sanita.

Precisamos:

– ¾ de água
– ¼ de vinagre
– 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio
– 5 a 10 gotas de óleo essencial (utilização opcional, é apenas para disfarçar o cheiro do vinagre)

Modo de utilização: Juntar todos os ingredientes e deixar dissolver tudo. Aplicar na zona que se pretende limpar e deixar atuar durante uns minutos. Após este tempo, esfregar com uma escova ou casca de limão.


Desentupidor de canos

Precisamos:

– Bicarbonato de sódio
– Vinagre
– Água a ferver

Modo de utilização: colocar o bicarbonato de sódio e depois o vinagre. Deixar atuar entre 5 a 10 minutos e depois colocar a água a ferver.


Limpa vidros

Precisamos:

– ½ litro de vinagre branco
– ½ litro de água

Modo de utilização: juntar o vinagre e a água numa garrafa com pulverizador. Utilizar nos vidros da forma usual, recorrendo a um pano de limpeza.

Note bem: não é necessário fazer um litro de detergente (apesar de considerar que é mais fácil, já que não se estraga), é só preciso ter em atenção que se deve utilizar exatamente a mesma quantidade de água e vinagre.

E como bónus…


Champô

Em 2013, aderi a uma tendência que na altura estava muito em voga: o No Poo. Isto traduzido por miúdos, significava deixar de utilizar champô para lavar o cabelo e levou-me a estar cerca de 7 meses sem lavar o cabelo com champô “normal”. E não, não me caiu o cabelo, não ficou a cheirar mal e não virei hippie. Aliás, foi uma das melhores experiências que já fiz e pergunto-me muitas vezes porque não o faço mais vezes atualmente.

E como é que fazia então para lavar o cabelo? Fácil: bicarbonato de sódio.

Precisamos:

– 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
– 1 medida de água (pouca, cerca de um copo)

Modo de utilização: juntar o bicarbonato na água e deixar dissolver. Depois de molhar o cabelo, aplicar este preparado no couro cabeludo e massajar durante dois ou três minutos. Depois é só passar por água e voilá, cabelo impecável.

Na altura em que decidi começar esta experiência, estava a lavar o cabelo duas vezes por dia, de manhã e à noite, devido à camada de oleosidade que produzia. Dois meses depois, tinha a oleosidade completamente controlada. Enquanto utilizava este preparado, conseguia lavar o cabelo apenas de 3 em 3 dias, sem nunca ficar com mau aspeto. Agora utilizo um champô mais natural e lavo dia sim, dia não, mas acho que se não tivesse feito isto, agora provavelmente estaria careca. 😉

E vocês? Conhecem outras alternativas mais ecológicas aos detergentes normais?

Para consultarem todas as dicas que demos ao longo do nosso #outubrosemdesperdício podem aceder a:

Dicas sem Desperdício – Parte I
Dicas sem Desperdício – Parte II

 

logo - âncora verde

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s